Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Passos básicos: Os quatro (ou cinco) arabesques!

Arabesques: O que são?

Os arabesques contituem uma das poses básicas do Ballet Clássico. A denominação 'arabesque'  provém da forma de ornamente (arabesco), mourisco. Para desenvolver a pose do arabesque, o corpo apoia-se sobre uma das pernas, mantendo a outra posicionada atrás, completamente estendida, formando um angulo de 90 graus. O tronco é posicionado para a frente e deve estar completamente alongado, a coluna deve estar muito viva e ascendente, o quadril em simetria com os ombros e os braços estendidos na posição correspondente.

 

Os quatro (ou cinco) arabesques...

Primeiro Arabesque:

Parte superior do corpo em constante alongamento, estabilizada sobre a perna de base (perna de apoio), formando uma só linha vertical; a outra perna estará estendida atrás, formando um angulo rectocom a perna de apoio. Quadril e ombros em simetria, direccionados para a frente. O braço corresponde à perna de apoio está alongado com suavidade continuamente, à frente do corpo, mantendo a linha da mão na altura dos olhos. O braço correspondente à perna em arabesque estará alongado ao lado, ajudando a manter a expansão e continuidade da pose.

 

Segundo Arabesque:

Neste arabesque os braços são trocados, posicionando o braço contrário à perna de apoio à frente do corpo. O outro estará posicionado em segunda posição, a cabeça será levem,ente voltada para o publico, olhando por cima do ombro, correspondentemente ao braço que estiver à frente do corpo.

 

 

 

Terceiro Arabesque:

Neste arabesque, amobos os braços estarão posicionados à frente do corpo. A linha dos dedos do braço correspondente à perna de apoio estará na mesma linha de altura dos olhos. O braço correspondente à perna em arabesque estará  na altura da linha formada pelos ombros.

 

 

 

Quarto Arabesque:

No quarto arabesque, aperna de apoio será a que estiver mais próxima do espectador, enquanto que a outra estará alongada atrás, arabesque. O braço correspondente à perna em arabesque estará posicionado na frente do corpo, amntendo a linha dos deodos da mão na mesma altura da linha dos olhos. O braço correspondente à perna de apoio estará posicionado em segunda posição. A cabeça acompanha a linha da mãe correspondente ao braço que estiver à frente fo corpo.

 

Quinto Arabesque:

Este arabesque é só utilizado na escola Italiana. Neste arabesque, a perna de base estará em demi-plié, sendo a mais próxima do espectador, e a outra perna estará alongada em arabesque. Os braços estarão posicionados como no terceiro arabesque, só que o mais alto será o braço correspondente à perna em arabesque e o mais baixo será o braço correspondente à perna de base.

 

publicado por Balletomane às 13:28
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 27 de Abril de 2008

Ballets de Repertório: 'A Bela Adormecida'

A Bela Adormecida (The Sleeping Beauty)...

É um ballet de três actos, cinco cenas e ainda prólogo.

Compositor: Tchakovsky

História: Marius Petiba e Ivan Vsevolojsky (baseado no conto original de Charles Perrault)

Coreografia: Marius Petiba

Estreia Mundial: 5 de Janeiro de 1890 no Teatro Maryinsky de São Petersburgo, Rússia. Carlota Brianza interpretou a Princesa Aurora; Paul Gerdt, o Príncipe; Marie Petipa, a Fada Lilás; Enrico Cecchetti, Carabosse; Varvara Nikitina, Princesa Florine; Enrico Cecchetti, o Pássaro Azul.

 

Resumo da História:

Este ballet conta a história de uma menina, cujas madrinhas tinham sido as fadas de todo o reino, menos uma, a fada má, que como não foi convidada para o baptizado da pequena Princesa Aurora, se vingou nela, rogando-lhe uma maldição. Para que esta maldição se concretrizasse, a fada má (Carabosse) ofereceu um fuso (objecto pontiagudo) à pequena Aurora, com a intenção de que a princesa se picaria e morreria.

Uma das fadas ainda conseguiu mudar a maldição, fazendo com que a princesa nao moresse, mas sim adormece-se, durante cem anos, despertando apenas com um beijo de um principe.

O tempo passou, e quinze anos depois, na sua festa de aniversário, Carabosse disfarça-se de dama e oferece um fuso a Aurora. A princesa brinca com o objecto, e ecaba por picar-se, desmaiando em seguida, tal como toda a corte.

O tempo passa, o castelo está cercado por ervas e eras, mas 100 anos mais tarde uma fada aparece nos sonhos de um principe, contando-lhe tudo, e ele parte em busca de Aurora.

Durante a viagem, o principe tem  de ultrapassar muitos obstáculos deixado por Carabosse, mas quando chega ao castelo e vê Aurora, beija-a, e ela aos poucos vai acordando. Quando desperta totalmente, eles apaixonam-se logo!

Para além de Aurora, toda a gente no castelo acorda, como se nada se tivesse passado,  o principe pede Aurora em casamento. Ela aceita.

Na sua festa de casamento, aparecem todas as personagens dos contos de fadas, e acontece uma festa muto bonita!

(Para leres todo o libreto desta história clica aqui, vai a Ballets de Repertório, de seguida em 'A Bela Adormecida', e por fim em Libreto).

 

Curiosidades:

Marcou o apogeu da Rússia dos Czares, além de ser o grande sucesso de Tchaikovsky em vida São características especiais da obra as variações muito ricas em técnica, especialmente a da Fada Lilás, que Petipa construiu para sua filha, Marie Mariusovna Petipa.

Outra curiosidade é que a fada do mal, Carabosse, costumava ser apresentada por um homem, provavelmente para ficar mais grosseira e pesada.

 

Amanhã:

  -->Passos básicos: Os quatro (ou cinco) arabesques!

 

P.S.- Beatriz, eu, na escola onde ando, a minha professora mistura um pouco o ballet romantico com o ballet clássico, mas é sem duvida mais clássico!

          Stef, sim o ballet comtemporeneo é muito bonito, mas para quem está habituado desde pequena (como eu) ao clássico, não gosta assim tantop de comtemporâneo.

publicado por Balletomane às 18:48
link do post | comentar | favorito
|

Ballets de Repertório: O que são??

O que são ballets de repertório?

Ballets de repertório são obras pimas, as 'mona-lisas' da dança! As musicas fazem parte de grandes composições musicais de grandes compositores. As coreografias que hoje vemos são resultado da evolução das coreografias do passado, que marcam muto e representam um grande desafio para uma bailarina! Existem grandes dificuldades nestes ballets de repertório, como os 32 fuottés de O Lago dos Cisnes, que eu já referi, e o momento de loucura de Giselle (vê o video aqui).

O Libreto de um Ballet de Repertório é a descrição detalhada de todos os actos e cenas da apresentação.

Ao longo deste blog, eu vou tentar falar-vos de vários Ballets de Repertório, para que desperte a tua curiosidade!

 

Ainda hoje:

  -->Ballets de Repertório: A Bela Adormecida

publicado por Balletomane às 14:36
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 26 de Abril de 2008

Apresento-te...Marie Camargo!

Hoje vou dar inicio à rubrica semanel 'Apresento-te...', onde vou falar sobre várias bailarinas e bailarinos, da História e da Actualidade! Hoje vou falar-vos sobre Marie Camargo!

 

Marie Camargo, uma das maiores responsáveis por muitas mudanças técnicas e de estilos de ballet, nesceu em Bruxelas, a 15 de Abril de 1710.

Aos 16 anos, fes a sua primaira apresentação, no Teatro Ópera de Paris, num ballet de Jean Ballon (vê aqui), chamado "Caractères de la Dance".

Devido ao seu grande sucesso nesta apresentação, seguiram-se muitasoutras, num total de mais de 78 Ballets e óperas. Rápida e muito agil, Marie aperfeiçoou os passos com saltos (entrechat e cabriole, por exemplo), que antes eram executados por homens. Foi também responsável por estabelecer uma perna elevada a 90 graus do quadril (altura). Encurtou também as saias de ballet, para uma melhor execução dos passos mais complexos e para assim possibilitar que estes fossem mais bem apreciados pela plateia. Tirou os saltos altos dos sapatos de ballet, facilitando assim a execução de saltos mais complexos.

Parou de dançar em 1734, quando se tornou amante do Conde de Clemont, mas retomou actividade sete anos depois, apresentando-se ainda várias vezes, sempre com um enorme sucesso. Camargo era uma porespicaz mulher de negócios e permitiu que o seu nome fosse usado em anuncios de sapatos e perucas.

Em 1751 aposentou-se definitivamente, com uma pensão do governo Francês. Faleceu em 1770, mas não se sabe bem o dia nem o mês.

Já depois da sua morte, em 1930, foi funda a Sociedade Camargo, em Londres, que se propunha a montar a cada ano espectáculos de ballet, e se possivel com obras novas. esta sociedade consegui ain da ajudar a estabelecer o Vic-Wells Ballet, hoje o Royal Ballet.

 

 

Aamanhã:

  -->Ballets de repertórios: o que são?

  -->Ballets de repertórios: "A Bela Adormecida" 

publicado por Balletomane às 20:33
link do post | comentar | favorito
|

Estilos de Ballet!

Olaaa! Como tinha dito ontem, hoje vou falar-vos sobre os três principais estilo de ballet: Romantico, Clássico e Moderno!

O Ballet Romântico...

Este estilo é um dos mais antigos e que se consolidaram mais cedo na história do Ballet. É um  tipo de dança que atraiu muitas pessoas na época devido o Movimento Romântico Literário, que decorria na Europa na primeira metade do século XIV, já que se adequava à realidade da época, ao contrário do que acontecia antes. Nos ballets que seguem a linha do Romântico pdredomina a magia, a delicadeza de movimentos, onde a bailarina protagonista é sempre frágil, delicada e apaixonada. Nesses Ballets usam-se os chamados tutus românticos (vê aqui), normalmente com adornos floridos, lembrando meninas do campo. Como exemplos de Ballets Românticos podemos citar Giselle, La Fille Mal Gardée e La Sylphide (vê uma parte aqui).

 

O Ballet Clássico...

Este estilo surgiu numa época de intrigas entre os Ballets Russo e Italiano, que disputavam o título de melhor do mundo. O seu principal objectivo é exprimir ao máximo a habilidade e virtuosismo dos bailarinos, encantando toda a plateia.Um exemplo deste virtuosismo são os 32 fouettés em 'O Lago dos Cisnes' (vê aqui). Estes Ballets também se preocupavam em contar histórias, que acabaram por se transformar em contos de fadas. Também havia a grande preocupação se fazer sequencias de passos e movimentos  que se adequem com a história e façam um conjunto perfeito. No Ballet Clássico a roupa mais usada são os tutus prato (vê aqui), pois permitem que as bailarinas executem melhor os passos e também permite ter uma maior visibilidade da plateia. Como exemplos de Ballets Clássicos temos o já citado 'O Lago dos Cisnes', 'O Quebra-Nozes' e 'A Bela Adormecida' (vê uma variação aqui).

 

O Ballet Moderno...

Também conhecido por Ballet Comtemporaneo, foi criado no início do século XX e ainda preserva o uso das pontas e gestos do Ballet Clássico. Neste estilo, as coreografias começam a ter ideologias diferentes. Não há mais uma história que siga uma sequência de factos lógicos, mas sim muitos passos do ballet clássico misturados com sentimentos actuais. As roupas usadas no Ballet Contemporâneo são geralmente collants e malhas (vê aqui), como numa aula normal, para dar maior liberdade de movimento aos dançarinos. Ezemplo de coreografias deste estilo são Serenade, Apollo e Agon.

 

Ainda hoje:

   -->Apresento-te...Marie Camargo!

publicado por Balletomane às 14:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

História!

História da origem do ballet...

O ballet surgiu nas cortes italianas e francesas, durante os séculos XV, XVI e XVII.

Com o casamente da italiana Catarina de Medicis e o rei Henrique II de França, deu-se um grande impulso no desenvolvimento do ballet. Para a França, de Italia, foram trazidos diversos espectaculos e luxuosos artistas.

Mas foi apenas no reinado de Luis XIII que o Ballet tomou a forma que tem hoje. O seu filho, Luis XIV, formou a Académie de Musique et de Dance, com o objectivo de sistematizar, preservar e fiscalizar a qualidade, o ensino e a produção de balllet.

Só depois do Romantismo, as mulheres ganharam lugar nesta arte, contribuindo para o seu desenvolvimento. Por exemplo, Marie Camargo (na foto), criou grandes passos como o jeté, o pas de basque e o entrechat quatre.

 

História das sapatilhas de pontas...

A partir de 1800, as mulheres passaram a dançar em pontas (nas pontas do pés). Conseguiram isso endurecendo as pontas das sapatilhas, ganhando assim maior sustentação.

A primeira bailarina que usou pontas num espectáculo foi Marie Taglioni!

 

Amanha:

       -->Estilos de Ballet;

       -->Apresento-te...Marie Camargo

publicado por Balletomane às 23:32
link do post | comentar | favorito
|

Bem-vindo(a) ao Balletomane's!

Olaa! Este é o primeiro post do meu novo blog!

 

Bem, vou começar por me apresentar. Eu sou a Teresa, uma grande amante de ballet. Practico esta dança desde os 6 anos, na escola de ballet Amélia Mendoza, em Évora.

Quando eu entrei para o ballet, aquilo para mim era só um hobbie, mas revelou-se muito mais do que isso, uns anos mais tarde, quando comecei a olhar para o ballet de uma maneira diferente.

Quando eu estou a dançar, sinto-me livre, sinto que tenho asas, para fazer tudo o que eu quiser! Quando danço, parece que voo!

 

A minha professora de Ballet chama-se Amélia, e ela é que fundou a escola que frequento. Ela é uma mulher de forças, que nasceu em Madrid, frequentou a academia de dança de Paris e veio para Évora. No inicio, ela apenas queria fazer umas férias, e regressar para Paris, mas acabou por cá ficar, e fundar a escola! Ela é, para todas as alunas, como um idolo, a pessoas mais perto de uma bailarina profissional que conhecemos (porque ela prórpia já o foi, em tempos)!

 

Bem, agora vou explicar os objectivos deste blog! Eu criei-o para poder partilhar com voces todo o meu amor pelo Ballet. Ao longo dos posts, eu vou-vos falar sobre a história do ballet, sobre passos de ballet, sobre bailarinas e bailarinos, e muito mais...!

 

Porquê o nome Balletomane's? Porque a palavra balletomane, de origem russa, significa amante de ballet, um fã desta arte!

 

Beijo**

música: Simplus- Falsa Liberdade
publicado por Balletomane às 14:21
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Exercicio da semana

Um dos meus exercicios favoritos, os degages! Adoro a rapidez, a musica, tudo...!

Video da semana

Esta semana, um video que não é ballet clássico, mas sim um ballet moderno! (Repara bem no modo descontraido com que ela faz tudo em pontas!)
Photobucket ao Balletomanes, um blog sobre ballet! Aqui vais poder encontrar muito sobre a história do ballet, sobre ballets de repertorio e muito mais à cerca desta maravilhosa Arte! Balletomane- Fanático por ballet, grande fã desta arte. Esta palavra foi criada na Rússia, no século XIX.

Status

Photobucket

Parceiros

Free JavaScripts provided
by The JavaScript Source

Musicaa

arquivos

Abril 2008

online